Fórum direcionado à interpretação de papéis (Role Playing). ORBrpg.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Serpentes da Luz

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
O Formulador
Admin
avatar

Mensagens : 109
Data de inscrição : 19/06/2015

MensagemAssunto: Serpentes da Luz   Dom Jun 21, 2015 7:39 am

SERPENTES DA LUZ



Apelido: Cobras


Disciplinas Clã: Ofuscação - Presença - Serpentis


Fraquezas: Os Serpentes da Luz compartilham a mesma fraqueza dos Seguidores de Set. Ambos provêm das trevas primordiais e, portanto, sofrem igualmente diante da luz. Os Cobras sofrem dois Níveis de Vitalidade adicionais de dano quando expostos à luz do Sol, além de subtrair um dado de todas as Paradas de Dados quando sujeitos a luzes muito brilhantes, seja ela artificial ou não ( luz solar, refletores, chamas químicas, etc.)


Os Serpentes da Luz formam uma seita herege e orgulhosamente independente dos Seguidores de Set. Seu orgulho reside na independência dos Setitas. Os Serpentes não têm nenhuma afiliação com o seu clã de origem - enquanto muitos Setitas traçam sua história até o Egito Antigo, os Serpentes da luz afirmam ser originários das índias Ocidentais.

A seita Serpentes da Luz foi criada quando o Sabá se estabeleceu no Haiti durante a década de 60. Antes disso, os vampiros que mais tarde dariam origem a esse grupo eram apenas um culto desgarrado dos Seguidores de Set que estudava o vodun e como seu misticismo poderia ser usado em beneficio dos mortos-vivos. Até a década de 70, o Sabá era desorganizado demais para prestar muita atenção no Caribe, mesmo com a presença de alguns vampiros da seita no local - as atividades do Sabá estavam simplesmente suspensas - a Espada de Caim não tinha a menor idéia de que essa "tribo perdida" de Setitas existia. Depois que descobriu o culto, no entanto, o Sabá reconheceu sua força impiedosa e protegeu o culto durante sua fundação. É possível que os primeiros Serpentes tenham sido jovens Setitas que concordavam com a filosofia política do Sabá. Quando as notícias dessa descoberta chegaram aos ouvidos dos Setitas, seus anciões proibiram a interação de suas crias com a Espada de Caim. Citando a intenção do Sabá de "destruir o deus rei", o clã enviou emissários ao Haiti para insistir que o culto se desvinculasse da seita.
A seita dissidente - por hábito, astúcia vampírica ou qualquer outra coisa - optou por ignorar seus anciões e encontrou asilo nas fileiras do Sabá. Com o tempo, essa separação foi aumentando, até os Serpente da Luz proclamarem independência dos Seguidores de Set. Esse cisma foi levado a cabo através da experimentação com sua Disciplina ofidica e o misticismo natural do Caribe. Os Serpentes da atualidade reconheçem que eles teriam sido esmagados pelos Setita não fosse a intervenção do Sabá, e juraram lealdade incondicional à causa da seita.

Pelo fato de terem optado por serem leais ao Sabá, os Serpentes da Luz conquistaram a inimizade dos Seguidores de Set - e vice-versa. O ódio entre essas duas linhagens, agora separadas, é profundo e os Setitas consideram os Serpentes traidores do clã. No que se refere às Serpentes da Luz, elas consideram os Seguidores de Set como abominações que buscam destruir o mundo ressuscitando o seu deus vampiro. Os dois grupos não poupam esforços em sua guerra particular, levando adiante uma guerra santa mortífera através dos continentes. Por razões similares, os Serpentes do Sabá também se opõem aos Antediluvianos, pregando uma profecia do vodu haitiano similar ao conto da Gehenna no Livro de Nod. Sua ideologia se encaixou perfeitamente com o Sabá. A ferramenta predileta dos Serpentes da Luz é a manipulação pela sedução. Eles usam peões mortais em um jogo perigoso de ataque e contra-ataque contra seus rivais Setitas. Os membros da linhagem empunham as armas do vício e da decadência. Eles são especialistas; em descobrir a fraqueza de seus alvos e usam essa ferramenta - seja ela as drogas, o sexo, o poder ou o que quer que seja para controlá-los. Eles apreciam a oportunidade de derrubar o príncipe de uma cidade com ataques internos, como qualquer membro dedicado do Sabá.
Uns poucos Serpentes soltos em urna grande metrópole são capazes de ampliar substancialmente o tráfico de drogas, atrair muitas vítimas inocentes para a prostituição e muito mais. Eles preferem operar nos bastidores, estendendo o seu controle através de subalternos mortais e Cainitas, evitando com isso se tomar um alvo fácil. Encontrar um Serpente da Luz é como descascar uma cebola - é preciso retirar muitas camadas antes de chegar ao centro. Quando se trata de estragar os planos dos Setitas, e em menor grau, da Camarilla, eles mantêm uma postura de "pagar na mesma moeda".
Na noite do Abraço, os Cobras anciões instilam uma grande lealdade em suas crias. Os Serpentes da Luz comparam seu esforço para se separar dos Seguidores de Set à história de sua criação nas Índias Ocidentais. Quando conversam entre si, os Cobras usam um Patois haitiano e termos vodu. Apesar do grande prazer que sentem pela Jyhad e de sua qualidade como espiões da seita, sua lealdade está acima de tudo com o culto. Uma Serpente do Sabá atende primeiro às necessidades do grupo e depois àquelas do Sabá.


Aparência: As Serpentes da Luz usam roupas originárias de seu estilo peculiar de vadiar Cainita e escolhem as cores com base no simbolismo de sua fé. As cores ligam os Cobras a certos loas (orixás) espirituais. O branco representa o loa da sabedoria, o azul representa o da harmonia, o vermelho o da guerra, o preto o da morte e assim por diante. Os Serpentes misturam essas cores em suas roupas cotidianas, chegando mesmo, em alguns casos, a combiná-las; formando novos padrões. Quando não precisam se mesclar em outras culturas, eles adotam uma vestimenta haitiana tradicional, que inclui túnicas macias e blusas de linho.


Refúgio: Os membros deste clã preferem construções próximas à água, para passar as horas diurnas, confiando que, durante o dia, o seu fluxo irá protegê-los dos orixás de Set. Eles dormem com seu bando sempre que possível, preferindo locais onde possam ouvir ou ondas ou água se movendo. Eles decoram seus refúgios de muitas formas diferentes, mas preferem, muitas vezes, temas caribenhos repletos de esculturas de madeira macabras, trabalhos em metal e flárnulas estampadas. Muitas Serpentes da Luz também mantêm refúgios secretos, nos quais erguem altares a seus guias espirituais.


Antecedentes: Os Serpentes da Luz costumam escolher nativos do Haiti ou do Norte da África como futuros membros do clã. Se isso não for possível, qualquer um pode servir, contanto que demonstre uma grande inteligência, uma tendência agressiva e disposição para aprender. Todos os Serpentes da Luz têm de estudar e praticar teologia vodu ou alguma forma de ocultismo. O clã vem crescendo em forma e número devido ao seu desejo de se tornar uma peça importante dentro do Sabá.


Criação de Personagem: Os Serpentes da Luz podem adotar qualquer conceito, mas têm uma inclinação para o sacerdócio, o ocultismo ou a religião. Suas Naturezas tendem a ser centristas, embora o Comportamento exprima um altruísmo fingindo. Os Atributos Sociais são normalmente Primários, seguidos de perto pelos Atributos Mentais. Os Conhecimentos e Talentos são valorizados da mesma forma. É comum os Cobras se embrenharem nas culturas mortais fortalecendo Antecedentes como Aliados, Contatos, Influencia e Recursos.
Alguns Serpentes da Luz aprendem a Necromancia ou Taumaturgia, especializando-se na Trila dos Ossos e na Manipulação Espiritual. Muitos membros do clã também encontram propósitos e estabilidade na Trilha do Poder e da Voz Interior, assim como na Trilha de Lilith.


Organização: Conhecimento é poder e os Cobras reconhecem esse princípio. Eles participam de todas as reuniões e ritae do Sabá, as vezes organizando ações conjuntas, principalmente Festins de Guerra e expedições de reconhecimento. Eles também mantêm uma precária rede de comunicação entre os membros do clã para se manterem informados sobre as atividades do clã e do Sabá.
Citação :
"Seus esforços são inúteis. Você só tem alguma chance de sobreviver com a ajuda do meu orixá. Tome, leve isso com você. Vai evitar que os olhos dos mortos famintos o vejam e o avisará em quais túmulos estão enterrados os que ainda vivem."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://theworldofdarkness.forumeiros.com
 
Serpentes da Luz
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Serpentes da Luz
» Hebi (Serpentes)
» Kinjutsu (Técnica Proibida)
» As serpentes do Deserto
» [I] - Cobras

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
World of Darkness - RPG :: Sistema - Vampiro: A Máscara :: Clãs-
Ir para: